Ilha de Itaparica-Ba

domingo, 21 de novembro de 2010

Christopher Hitchens - Milênio pt.1

Entrevista com um dos mais respeitados jornalistas a respeito do mal que as religiões fazem a humanidade!Vale apena conferir esse documentário....

10 coisas que você não deve fazer ao chegar as portas do céu!

O Diabo é mais poderoso que Deus?

    Segundo a Igreja católica, Lúcifer era o mais forte e o mais belo de todos os Querubins. Então, Deus lhe deu uma posição de destaque entre todos os seus auxiliares. Segundo a mesma, ele se tornou orgulhoso de seu poder, que não aceitava servir a uma criação de Deus, "O Homem", e revoltou-se contra Deus. O Arcanjo Miguel liderou as hostes de Deus na luta contra Lúcifer e suas legiões de anjos revoltosos; já os anjos leais a Deus o derrotaram e o expulsaram do céu, juntamente com seus seguidores. Desde então, o mundo vive esta guerra eterna entre Deus e o Diabo; de seu lado Lúcifer e suas legiões tentam corromper o homem; do outro lado Deus, os anjos, arcanjos, querubins e Santos travam batalhas diárias contra as forças de Lúcifer.
A aparência de Lúcifer pode variar; acredita-se que ele (chamado agora de Diabo), pode assumir a forma que desejar, podendo passar-se por qualquer pessoa. Seu aspecto físico criado pela Igreja em seus primeiros séculos (e posteriormente herdado pelas várias religiões cristãs) fora copiado de várias entidades das mitologias e religiões de diferentes povos antigos (não exatamente ligadas a maldade). Seu reino, os Infernos, sofreu influência do Tártaro da mitologia grega, morada de Hades, local para onde iam as almas dos mortos, cuja porta de entrada era guardada por Cérbero, o Cão de três cabeças; seus chifres eram de , uma entidade grega protetora da natureza; sua fama de representar uma força eternamente em conflito com Deus veio do Zoroastrismo. Ainda encontramos coincidências com as crenças dos antigos Egípcios, quando se acreditava que o Deus Anúbis (o Chacal) carregaria a alma dos mortos cujo coração ao ser pesado numa balança, fosse mais pesado que uma pluma.
Afinal,qual é o mais poderoso se dermos credito a esses mitos?


terça-feira, 2 de novembro de 2010

Veja a 1ª fotografia com seres humanos da história

Imagem foi tirada em 1838 com o aparelho daguerreótipo, em Paris. Foto: The Hokumburg Goombah/Reprodução
O blog The Hokumburg Goombah colocou no ar este mês uma fotografia feita em 1838 com afirmação de que era a primeira imagem da história a retratar seres humanos - ou, pelo menos, a sombra deles.
A imagem foi tirada pelo famoso aparelho "pai" da fotografia, o daguerreótipo. Louis Daguerre, seu inventor, construiu a foto com uma placa de metal em exposição por dez minutos. O local era a "Boulevard du Temple", em Paris.
Como se tratava de uma via movimentada da capital da França, é possível que houvesse muitas pessoas no momento em que a foto foi tirada. No entanto, as limitações tecnológicas e o tempo de exposição "apagaram" a maior parte das pessoas. Somente são vistas duas sombras humanas, na parte inferior da imagem.
O laboratório de fotografia Lunar Studio fez uma versão colorida da imagem de Daguerre. De acordo com o Lunar, as cores permitem que se veja a sombra humana com mais nitidez. A imagem pode ser vista pelo atalho http://bit.ly/aTyBJF.

A origem do “Dia de Finados”


Hoje, 02 de novembro, se celebra mais um “Dia de Finados”. Diante da importância da data, preparamos um especial contando um pouquinho sobre ela, e a sua difusão ao longo dos anos. Boa leitura!

A origem
Segundo estudiosos, o hábito de se venerar os mortos tem origem no século 1º. Já naquele período, os cristãos passam a visitar os túmulos dos mártires para rezar. Já a partir do século 5º, é adotada uma data específica pela Igreja, que de acordo com a tradição, seria dedicada a lembrança daqueles que partiram.

02 de novembro
Afinal, porque a data é comemorada no dia 02 de novembro? Bom, segundo historiadores, a escolha do segundo dia deste mês não foi por acaso. Um dia antes, no dia primeiro, é celebrado o “Dia de todos os Santos”. Na ocasião, é prestada uma espécie de homenagem para todos aqueles que morreram em estado de graça, mais que não receberam a canonização. Já no dia 02, é o momento de relembrar nossos entes queridos, que não morreram em estado de graça total, e que se encontram em estado de purificação.

Curiosidades
- Dentro do cristianismo, o Dia de Finados ganharia outra conotação, e a data seria conhecida como “a lembrança dos fiéis defuntos”.
- A diferença está na origem dos termos. Finado, em sua origem, indica aquele que finou, ou seja, que partiu. Por sua vez, o termo defunto, tem sua origem na palavra “defungor”. Em outras palavras, aquele que cumpriu plenamente uma missão.
- Dentro desse contexto, o Dia dos Fiéis Defuntos, segundo a igreja, é a data para celebrar o cumprimento da missão das pessoas que já faleceram, e ainda, uma chance, através de orações, para que a alma desta possa descansar junto ao criador.
- Para os católicos, o dia é celebrado com muitas orações, e com a presença de velas em diversos ambientes da casa. Na data, muitas famílias evitam ligar o rádio ou mesmo a televisão.
- Diferente de outros países, no México, país da América Central, o dia é celebrado com festa. Na ocasião, são preparados verdadeiros banquetes nas casas das pessoas. Diz a lenda, que no período, Deus permite que os mortos possam voltar a Terra, e dessa forma, reencontrar seus parentes.

Crendices
- Segundo a tradição, em seus momentos finais, é indicado que a pessoa segure uma vela em uma das mãos.
- Quatro velas devem ser acessas para o defunto, nunca três.
- Não se deve trazer terra do cemitério para a casa..
- Durante uma sessão de fotos, evite fazer retratos em trio. Segundo a lenda, a pessoa do centro pode ser a próxima a falecer.
- Não se deve beijar os pés do defunto, quem o fizer corre o risco de morrer logo em seguida.
- Quando a pessoa tem um tremor, é porque a morte passou perto dela. Diante disso, procure bater três vezes na madeira.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

O ateísmo é...

 Como boa parte do pensamento ocidental, o ateísmo tem suas raízes na Grécia antiga. Mais exatamente nos filósofos materialistas, que só acreditavam na existência daquilo que pudesse ser percebido pelos sentidos (visão, olfato, tato etc.). O primeiro ateu célebre da história foi o filósofo Epicuro, que afirmou não acreditar na existência de Deus nem na vida após a morte. Séculos depois, suas idéias foram difundidas em Roma pelo poeta Lucrécio. A discussão morreu depois da queda do Império Romano, já que na Idade Média questionar a existência de Deus era suficiente para levar uma pessoa para a fogueira. O assunto voltou a público lá pelo século 16, quando surgiu o conceito de deísmo – a crença em um Deus, mas não em uma religião. Foi a deixa para que as pessoas começassem a questionar as religiões. Textos da Antiguidade Clássica foram resgatados e alguns filósofos, como Thomas Hobbes, foram preparando o terreno para o crescimento do ateísmo como o conhecemos hoje.
Esse novo pensamento possibilitou o surgimento dos Estados laicos (em que governo e religião são separados), como o francês. No final do século 19, havia uma crença disseminada de que um dia a ciência explicaria tudo no mundo e ninguém mais precisaria de religião. O filósofo alemão Nietzsche disse “Deus está morto”. Hoje já sabemos que matar Deus não é tão fácil e que as verdades científicas não fazem necessariamente as pessoas deixar de lado suas idéias religiosas. Apesar disso, o que não falta é gente tentando juntar ciência e religião “na marra”, como os defensores do design inteligente, que nada mais é do que o velho criacionismo vestido de ciência.vejamos a seguir o que o ateísmo:

Veja a razão pela qual as pessoas veem Fantasmas .

Em pleno século XXI com todo o avanço científico e com o domínio da razão sobre a fé,ainda existem pessoas em que acreditam naquilo que não existe nenhuma comprovação.Vivem assustadas, aterrorizadas dos seres imaginários.Pois então aqui está um vídeo que esclarecem e tranqüilizam todos essas pessoas.
O que faz as pessoas terem medo de fantasmas são os infrassons-ondas sonoras extremamente graves, com freqüências abaixo dos 20 Hz, portanto abaixo da faixa audível do ouvido humano que é de 20 Hz a 20.000 Hz.

Ondas infrassônicas podem se propagar por longas distâncias, pois são menos sujeitas às perturbações ou interferências que as de frequências mais altas.
Infrassons podem ser produzidos pelo vento e por alguns tipos de terremotos. Os elefantes são capazes de emitir infrassons que podem ser detectados a uma distância de 2 km.
É comprovado que os tigres têm a mais forte capacidade de identificar infrassons. Seu rugido emite ondas infrassônicas tão poderosas que são capazes de paralisar suas presas e até pessoas. Há mais de 50 anos é estudada uma forma de usar o infrassom em armas de guerra, já que sua potência pode destruir construções e até mesmo estourar órgãos humanos.Vejamos na integra...